sexta-feira, 8 de junho de 2012

Como aprender flamengo

Ontem, quando recebi meu resultado do ITNA, o exame de língua holandesa para estrangeiros, não pude deixar de lembrar dos primeiros dias em que eu cheguei aqui nesse país maluco e ouvi pela primeira vez essa língua do cão. Eu não entendia bulhufas... Achava a coisa mais engraçada do mundo as crianças tão pequetitas falando essa lìngua tão 'bárbara'. A única certeza que eu tinha era que eu nunca ia aprender. A Bélgica, apesar de ser uma paisinho de tamanho micro tem essa especialidade no quesito idiomas. Na parte sul, a Wallonië (Valônia em português), o idioma oficial é o francês. Na parte flamenga, o Vlaanderen (Flandres), onde eu moro, o idioma oficial é o holandês, que no caso, eles chamam de vlaams (flamengo). A diferença seria a mesma entre o nosso português e o portuguê de Portugal. Mesmo idioma, emprego e palavras um pouco diferentes. Ah, ainda tem a capital Bruxelas, que é de lingua francesa mas que fica no Vlaanderen, então eles são teoricamente bilíngues (bem teoricamente mesmo!).
Sim, é complicado. Só sei que quando cheguei para morar na região de Antwerpen 3 anos atrás eu so pensava em porquê eu fui fazer a burrada de ecolher morar no Flandres invés de ir pra Valônia ou Bruxelas, já que aprender francês pra gente é bem mais fácil. Mas, meu destino era aqui mesmo... Acabei conhecendo meu xuxu, comecei a me interessar mais pela língua pra poder falar com a family-in-law e pra me integrar também, já que aqui todo mundo fala inglês, então comunicação (exceto com pessoas acima de 60 anos) nunca foi problema. Mas é chato pacas não entender o que está escrito no jornal, não poder prestar atenção na conversa dos outros dentro do trem e não conseguir assistir tv. Fui pra escola, aprendi muito com as crianças no meu tempo de au pair e ontem conclui o curso da Universidade Católica de Leuven. Na segunda tentativa finalmente consegui passar na prova!! \o/
Este exame tem a mesma importância do TOEFL, que é o exame da lingua inglesa. O certificado  me dá o direito de ir pra faculdade ou fazer um mestrado em holandês. Chique, né? Tudo bem, isso ainda me parece um pouco fora do alcance, devagar com o andor que o santo é de barro! Um curso inteirinho em holandês? Ainda me assusta um pouco... Mas não menos do que o som das primeiras palavras quando cheguei aqui em 2009, então, impossivel não é. Hoje eu ainda me surpreendo falando com as pessoas no mercado, contando causos em holandês e até recebo bastante elogios! hehehe... Acho que eles ficam felizes ao ver que estamos nos esforçando pelo menos, pois muitos estrangeiros se acomodam com o francês ou o inglês, já que aqui no Flandres a maioria da população fala as três línguas.
Junto com o idioma a gente passa a entender um pouco mais as pessoas também. Os costumes são outros, a vivência e a história também. Aprendi a gostar do silêncio e entendi que uma vida tranquila e segura não tem preço. Aprendi a beber cerveja forte, apesar de não conseguir beber mais como antigamente. Não tem arroz com feijão todo dia, mas mosselen passou da posiçao 'comida mais nojenta do mundo' para ' minha comida belga favorita'. Aprendi que belga é tão ou mais fofoqueiro  que brasileiro e que não importa o quanto eu tente, nunca vou aprender a pronunciar a letra 'U' em holandês corretamente.
Hoje eu gosto de morar na Bélgica. Não amo, mas gosto. Mas amar mesmo eu só amei Viçosa e pra la eu não volto porque o tempo da faculdade já acabou. Então, meu amigo, como diria Zeca Pagodinho, 'qualquer lugar em cima da terra e debaixo do céu pra mim tá bom!'


Mosselen com fritas! Qui diliça!!!

2 comentários:

  1. Eu q agora estou outra vez entre dois hemisférios, fico muito feliz com sua tranquilidade.
    E claro parabéns!!!
    Natália, saí dos 13 k, agora só faltam 10, high five!!
    bj

    ps: vc tem algum site seguro pras tabelas da dieta Nota dez?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rosa! tranquilidade é a palavra chave... nao é td dia que ela esta presente, mas eu tento! o negocio é colocar na cabeça que nao se pode ter tudo, nao é? Perdeu ja 13 kg? isso é mto bom! os ultimos vao mais devagar, mas nao pode desistir que uma hora vai!
      eu uso a tabela do livro mesmo pra coisas como pao, queijo, arroz, feijao... o resto eu costumo olhar as calorias dos produtos é dividir por 2, acho mais seguro. agora estou mais na manutençao, se eu perder mais um pouquinho bem, se nao perder so manter assim tb ja esta bom, entao nao to mais contando as calorias tao rigorosamente, so faço um controle por alto. boa sorte! bjo

      Excluir

Pin It button on image hover