quarta-feira, 25 de maio de 2011

O milho que virou pipoca...

Poxa, faz tempo que eu não escrevo aqui... Sabem como é, às vezes sobra preguiça e falta inspiração. Mas hoje, lendo o blog da Ritinha, não pude deixar de também comparar minha vida de au pair e minha vida de adulta. Quando eu era au pair, as coisas eram bem mais fáceis e divertidas aqui na Europa. Eu viajava muito, aproveitava todas as sales, tinha um carro novo, celular ilimitado, não me preocupava com comida (o resultado foi 15kg a mais na balança!), não tinha a menor ideia do preço de uma conta de água ou energia. Bom, depois da minha volta eu ainda não viajei. Por motivos burocráticos (não posso sair da Bélgica enquanto não tiver a resposta da meu visto) mas financeiros também. Roupa nova também ainda não comprei, (ta bom, um vestido so!), mas nosso carrinho velho eu ja estou perdendo o medo de dirigir. Ainda sim prefiro a praticidade dos trens e onibus, onde eu poso ir dormindo e nao preciso me preocupar onde estacionar. O celular ganhou 20 euros de credito 2 meses atras e só, mas to fazendo durar até hoje! A comida... Ir no supermercado ficou mais demorado, porque eu continuo gostando de comer bem, mas agora a grana esta mais curta. Olho tudo, avalio, peso... Não reclamo, essa parte eu gosto. Aprendi a valorizar mais nosso dinheiro e evitar desperdicios e fiquei muito orgulhosa de ter gastado menos do que o planejado para esse proposito nesse mes de maio. Mas agora o cuidado tem que ser redobrado, porque Pascalete também esta ganhando uns quilinhos extras. A comida brasileira é muito boa, justifica ele, que como uma criança parece que ainda nao aprendeu a hora de parar de comer. O jeito é fazer umas coisinhas mais leves aproveitando o verão que esse ano chegou mais cedo.
Nossas contas de agua, energia, internet, aluguel, estão todas na ponta do lapis, porque apesar de nao podermos nos dar a esse luxo, ainda estamos vivendo no modelo antigo, onde o marido trabalha e a mulher fica em casa! Aff... malditos papeis!
Essa semana assinamos nosso contrato de união estavel, mas uma etapa na saga do pedido do visto. E quando a moça da prefeitura disse que dentro de 5 meses receberemos a resposta positiva ou negativa, meu xuxu vira pra mim e me fala com a cara mais normal do mundo: pode se preparar, porque se a resposta for negativa, em 5 meses a gente se casa. Fiquei meio atônita... Sei que é igual (afinal, ja moramos juntos), mas é diferente. Acho que no final das contas ainda não me acostumei a ter um companheiro, a metamorfose ainda não está completa. Não quer dizer que eu não esteja feliz, muito pelo contrario, mas meu cerebro retardatario ainda não se adaptou à situação.
Morar longe da familia, passar certos perrengues, aprender a compartilhar tudo, as coisas boas e também as coisas ruins, são coisas que eu ainda estou aprendendo. Mas ter uma cia pra discutir sobre politica (do jeito que eu gosto, bem cabeça dura e com opinioes bem contrarias, pra me dar muita oportunidade de argumentaçao! haha - o exibicionismo não me abandonou!), racismo, cultura e outros taaantos temas, fazer cocegas nele enquanto ele lava a louça, ganhar beijo todo dia de manha antes de ele sair pro trabalho, dormir abraçadinha e não escutar nenhuma reclamaçao sobre os meu pés gelados, sao coisas a que eu me acostumei rapido. A maior mudança foi entender como é estar com alguem que sempre faz o melhor possivel e de repente, sentir a vontade de fazer o mesmo... É, acho que isso é amar...

3 comentários:

  1. Amei o final, acho que é bem por aí mesmo.
    Felicidades pra vcs e a papelada vai sair, pensamento positivo.
    Bjs, Karen (aps na Europa)

    ResponderExcluir
  2. Nati, achei lindo alias hoje vou escrever um post e linkas o seu pois achei perfeito, logicamente abrindo uma parenteses para o fato de que na minha vida de au pair eu não lembro nada de bom. Boa sorte com a sua papelada do visto, e olha vida de morar junto pra vida de casado tem muita diferença não, palavra de quem morou junto e casou, o orgulho que eu tenho da pessoa que dorme ao meu lado todo os dias só aumenta a cada dia.

    Beijao

    ResponderExcluir
  3. Ai ai quem diria que um dia o coração gelado ia se apaixonar ne??? hehehe

    É Nati a vida dá voltas!

    Laila

    ResponderExcluir

Pin It button on image hover